Nossa hitória

 
 

Criada em Berlim em 2015, a Onda nasceu de uma inquietude ligada ao baixo impacto de pesquisas no mundo ‘não-acadêmico’. Na época estudantes de mestrado em políticas públicas na Hertie School of Governance, Javier, Bruno e Caio se juntaram em um projeto de pesquisa que serviu como protótipo para repensar a produção e comunicação da sua dissertação. Ao invés de escrever um PDF -- normalmente lido apenas pela banca -- eles trouxeram insights do design thinking e do movimento de ciência aberta para criar um processo próprio e desenhar uma pesquisa que tivesse desde o princípio a intenção de compartilhar os dados de maneira mais interativa e ampla. Este foi um dos resultados.

Mas logo perceberam que o que estavam fazendo ia muito além desse produto. E dessa pesquisa. Mobilizaram estudantes, pesquisadores e outros profissionais no Brasil e na Alemanha para redesenhar seus produtos de pesquisa a partir de uma orientação mais centrada nas pessoas. Esse trabalho foi reconhecido em um importante evento na Universidade de Oxford no início de 2015, quando foi dado o primeiro passo para a criação da Onda, ainda sob o nome de OndaPolitica -- Bridging gaps between researchers and practitioners in the field of Public Policy.

Nos dois primeiros anos, a Onda fez workshops em São Paulo, Belo Horizonte, Portland e Berlim com diversas organizações e formatos. Foi desenvolvido um método em parceria com a Flatland, combinando nossa abordagem com a expertise em pensamento visual com a agência holandesa. A Onda apoiou ainda uma equipe de pesquisadores da Faculdade de Direito da FGV-SP na abertura de dados sobre o massacre do Carandiru e desenvolveu junto à ONG Conectas Direitos Humanos um protótipo para reunir dados referentes ao desastre ocorrido na Bacia do Rio Doce. E trabalhando junto à Hertie Stiftung, fundação privada alemã, desenhou e facilitou workshops com empreendedores sociais no primeiro ano do recém-criado programa de inovação (HIK), com o tema integração europeia.

No final de 2016, a Onda passou por um processo de redefinição estratégica, que resultou na ampliação do escopo de atuação para além do campo das políticas públicas e na inclusão de novos produtos e formatos de trabalho. Nesse processo, foram consolidados os princípios que guiam nossa atuação, atualizando nosso manifesto.

Agora, além combinar métodos e ferramentas para conectar pesquisa e prática, a Onda desenha e facilita workshops e imersões em que as pessoas aprendem fazendo e ajudam a construir futuros menos quadrados. Outra mudança importante foi a decisão de focar no mercado brasileiro e latinoamericano.

Quer acompanhar mais nosso trabalho?

Escreva para a gente ou siga nossos perfis.